14 de agosto de 2014 em Geral

CANÇÃO DO MEDO
Vivi sob o medo
sob o medo sobrevivi
desde a epigêneses da infância,
o medo medo – minou
meu senhor supremo;
supra-sumo meu senhor.
foi o medo meu guardião
pelo medo dome’u senhor
não entendo tanto medo
que domina e paralisa.
pelo medo não vivi,
meus sonhos, pelo medo, destruí.
medo maldito, medo malvado, medo malamado.
mal-caráter, medo, maquiavélico, medo
medo mina minh’alma, minh’alma me domina
medo de merda, merda de medo
medo sem sentido, medo falido.
medo de um ser que já não me domina mais.
medo de ti eu não quero
medo, suma do lado obscuro da minha mente,
e pare de meus sonhos assombrar tão fremente
medo já não te preciso,
vá embora, vá em boa hora,
medo mesquinho, medo medíocre,
medo MORRA pela sua própria vítima.
.
.
.

medo mau!

FACE: MILENA RAMOS.

Comentários no Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas