AH! ESSA CHUVA!

30 de dezembro de 2016 em Geral, Poesia

AH! ESSA CHUVA!

Ah! essa chuva, lá fora, insistente,
que a gente sente no rosto, na palma
da mão, e que leva coisas pela frente,
traz-me u’a saudade que inquieta e acalma.

E inunda, inteiramente, a minha alma,
mas não apaga o teu rosto da mente…
É que a chuva tem da tua voz a calma
e faz despertar em mim u’a dor silente…

Ah! essa chuva… lá fora, a chover
enquanto as horas seguem em lentos passos
e não cansa a saudade de doer.

Lembra outras chuvas… Outra tarde assim,
em que eu me refugiava nos teus braços
da solidão, do frio e até de mim.

Comentários no Facebook

Pular para a barra de ferramentas