Você está no arquivo de soneto.

Scripta manent

11 de Janeiro de 2017 em soneto

Se o que aqui deixei escrito
foi o que eu quis escrever
na certa ouvirão meu grito.
em cada leitor que me lê.

Se o que aqui ficou expresso,
foi o que quis meu intento,
em todo e qualquer momento
é meu retrato o meu verso.

Se o que aqui registrei,
servir de qualquer lição,
as coisas que tanto amei

outros também amarão,
e as coisas que agora eu sei
um dia também saberão.

MULHER – Por Eglê S. Machado

18 de Março de 2013 em Geral, soneto

Clique no link abaixo e leia o soneto sob fundo musical

 

Mulher
 
É desde a criação inquieta e aguerrida,

Enfrenta tempo hostil com garbo e altruísmo!

Acarinhando sonhos, liberta do egoísmo

Encara firme e forte a luta mais renhida.

Chorou, se importou, manteve o otimismo,

Quis muito e foi arrimo, enalteceu a vida,

Foi sempre mão amiga, humana e decidida

Em mundo desigual de mando e despotismo.

Gerou, alimentou, quedou-se exaurida,

Manteve grande o amor assaz vitoriosa

Embora parecendo exânime, vencida.

Qual fênix renasceu suave e radiosa,

Das cinzas emergiu bonita, destemida,

E eis que sai imune, fagueira, poderosa!…


Eglê Santos Machado – Poetisa

Membro Efetivo da Academia Grapiúna de Letras – AGRAL

* * *
Pular para a barra de ferramentas