EM ALGUM LUGAR DO TEMPO

13 de junho de 2017 em Geral

EM ALGUM LUGAR DO TEMPO

Marcos Bilac

 

Eu quero o olhar perdido, eu quero o mar esquecido…

Num domingo escondido, num sábado proibido…

 

Eu quero o balançar da tua rede em meu corpo ardente,

Eu vou partir numa viagem sem retorno, em busca do olhar perdido,

Do caminho desmarcado, do amor, do atirar do coração…

 

Eu vou levar na alma, toda liberdade, eu vou pescar,

Todas as chances pesadas do mar de saudades…

 

Eu busco no escalar do desastre,

Todas as possibilidades marcadas, dos erros…

Meus defeitos, vendidos pra vergonha.

 

Eu posso vencer o teu negar,

O teu impedir do amar,

O teu jogar da raiva,

As tuas palavras quentes,

Que queimam todo o meu amor,

O meu sonho, o meu dançar, o meu querer…

 

Eu nado na piscina de piranhas,

Somente pra te provar,

Que nada posso falhar,

Que eu mudei pelo nosso amor,

Que sou um alguém novo,

Por favor, ouça esse meu apelar…

 

Eu prometo que vou chegar cedo,

Eu vou estar em algum lugar do tempo,

Escalando as altas montanhas,

Passando fome, passando sede,

Mostrando que o frio não pode vencer o amor…

 

 

Creative Commons License
Este trabalho foi criado por : marcos bilac Está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 International

Comentários no Facebook

Pular para a barra de ferramentas