ESPELHO DA ALMA

17 de Abril de 2013 em Geral

Hoje sorrir para o espelho da alma,

Penetrei nas profundezas dos meus olhos,
Perguntei quem é você que me olhas?
A indagação pegou-me de surpresa,
Seria avaliação na minha concepção,
Na arrumação dos pensamentos hesitei,
Na agregação senti Tamanha presunção,
Na proporção penetrante, tentava escapar,
Rodopio estimado para ganhar tempo,
A cena parada, recitando sentimentos,
A constatação não sou eu na agregação,
Hora sinto-me como à maré vazante,
Horas a correntezas com sua pureza,
Mudo, mudando meu mundo mutável,
Variante do eu interior versátil, intervir,
É isso que sou amoldável ao meu amor,
Quebrei as amarras e sou quem eu sou,
Entrei no espelho enxerguei minha alma,
Voltei cristalina, busquei a menina,
Na incansável agradável busca interior.















Comentários no Facebook

Pular para a barra de ferramentas