Memórias

29 de junho de 2015 em Geral

Os espaços, na memória,
onde guardo os primeiros anos
são habitados de risos e movimentos
que foram se perdendo, ao longo do tempo,
pois, foram se estreitando meus espaços,
acumulando anos.
Alguns guardam cenas estáticas,
fragmentos como vidros estilhaçados
refletindo lembranças.
Outros não se deixam penetrar
foram lacrados com o tempo,
nestes, ecoam gritos
e perambulam fantasmas,
mas, ligados por um fio invisível das lembranças.

Comentários no Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas