Poema Blues

14 de março de 2017 em Poesia

Sem saber aonde ir,
eu ando por ruas que
levam-me ao mesmo lugar,
um espelho dentro de outro espelho,
eu paro em um bar, tomo
uma dose de conhaque
e sigo meu caminho.
Não tenho um cigarro,
faz quase um ano que não fumo,
mas tenho a minha gaita,
seu som ecoa na avenida
e por um instante, o tempo para,
a vida soa como um filme antigo,
mas nada perdura,
nem mesmo um velho blues…

Comentários no Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas