SEU OLHAR

4 de janeiro de 2014 em Geral





Seu olhar me atravessa,
feroz, quase mortal.
Não sei explicar
a ardência do sentido
que esse seu olhar me dá.
Ora é espelho,
noutra reflexo.
Penetra-me,
fico a imaginar:
Será esse o olhar
que dentro de mim me vasculha,não sei.
Ideias tolas,
não fazem sentido, me perco.
É fantasia,
é fantástica,
essa luz dourada
que vem do seu olhar.
Lâmina brilhante a me cortar.
Esse seu olhar que me atravessa,
vívido, desnuda as minhas entranhas.

 Poetisa: Lin Quintino

Poesia publicada no livro”Meninas Super Poéticas- Vol IV”
Editora Beco dos Poetas – 2014.

Comentários no Facebook

Pular para a barra de ferramentas