Velho rancho tapera…

20 de junho de 2017 em Geral

Meu Rancho Velho Tapera,
Tua história nunca finda,
Me lembras quando eu trazia,
Baldes de água da cacimba,
Lenha cortada a machado,
Eu carregava nos braços,
Fazia tudo brincando,
Sem nunca sentir cansaço…

Meu Rancho Velho Tapera,
Tu já foste minha casa,
Quantas vezes me aqueceste,
Num fogãozito de brasa,
Cada vez que eu me lembro,
Me bate forte o coração,
Na lembrança do meu vô,
Acendendo um palheiro num tição…

Hoje só resta a tapera,
Restos de um rancho caído,
Agradeço a Deus por ter,
Um dia a mim pertencido,
A horta e a lavoura,
Onde tinham plantações,
Virou pastagem de gado,
Só ficou recordações…
Sérgio o Cancioneiro

Comentários no Facebook

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
Pular para a barra de ferramentas